Sobre o Bode e o Diabo

15219398_1161279813956150_3927751106520173009_n.jpg

Um símbolo clássico e constantemente associado ao ‘Diabo‘, o Bode é provavelmente o animal mais demonizado devido a esta relação.
Entretanto pouca gente entende de fato de onde veio essa famigerada associação.


O Bode na tradição Hebraica é figura central do “Ritual de Azazel”, um antigo rito hebreu frequentemente considerado herético nos dias presentese citado em Levíticos 16. O Rito consistia em obter dois bodes, um preto eum branco. O branco, considerado puro, era imolado, sangrado eoferecido em Holocausto a YHWH (a carne, sem sangue, era queimada em um altar). Enquanto o bode negro sofria imposição das mãos do povo, que ‘passava a ele seus pecados’. Então ele era enviado ao deserto, ‘entregue a Azazel’, para que tivesse misericórdia.

Esse rito, considerado posteriormente como uma heresia, associou a imagem deste animal com o próprio Azazel. Azazel é tido no livro de Enoch como sendo o líder da segunda grande rebelião do Paraíso, que resultou em um grande número de Anjos se atirando a Terra para procriar com mulheres humanas, pelas quais haviam se apaixonado. Este apócrifo resultou no mito dos “Nephilim”, os “gigantes” bíblicos e foi a verdadeira razão do Dilúvio bíblico, suprimida teologicamente na bíblia Canônica da Igreja.

Sempre associado a figura de Satã, foi adotado por cultos marginalizados como símbolo de Iluminação e Sabedoria (significado original dos Chifres fora do âmbito cristão). Na Idade Média, os cultos sombrios pagãos eram observados pelos cristãos como cultos ao “bode do Sabá”, perpetuando a criatura demoníaca meio homem-meio bode no imaginário dos pesadelos católicos.

Em 1966, Anton Lavey utilizou o Bode como símbolo da Igreja de Satã. Outras ordens Satânicas também o adotaram, mas com simbologia ainda mais profunda do que meramente uma afronta ao cristianismo.

O Bode é a cabeça de Baphomet, a Chama da Iluminação, o animal que é a Oposição ao Cordeiro passivo de Deus. Os Chifres da sabedoria e animal-símbolo do Espírito Satanista do Novo Império vindouro.

 

3 comentários sobre “Sobre o Bode e o Diabo

  1. Hoje mesmo li um trecho do livro O Renascer da Magia, Dinastias Sombrias, onde Grant vincula o Bode ao signo de Capricórnio, a Casa Zodiacal de Shaitan, ou Satã, o deus dos Iazidis, que no hemisfério norte se encontra quase abaixo do horizonte no Solstício de Inverno, ou seja, o reino do Amenta, o Submundo, a Morte do Sol para a Escuridão. Para Grant, o Bode verdadeiramente é Seth, a raiz do Diabo, surgindo postumamente as suas marcas nos povos semitas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s