Lovecraftianos Parte II.II – Bestiário [Final]

0fa2eac91422a2634339c5b10b831c1b

 

 

“Muitos foram os que desceram pelo abismo do inconsciente sem conseguir voltar. Os manicômios são sua moradias, pois deles são o reino da insentatez. Outros – muitos poucos, apenas os escolhidos – seriam capazes de contar o que há por trás da loucura…”

-H.P. Lovecraft

No post anterior, listei alguns dos Deuses e bestas titânicas categorizados como Superiores na mitologia de H.P Lovecraft. Agora, veremos algumas das entidades menores e bestas que povoam os Pesadelos daqueles que tentam perscrutar por trás das cortinas e véus da Sanidade, os Horrores que habitam além de nossa capacidade de absorção intelectual e que fragmentam a mente humana.

Byakhee

byak1

Estes Horrores alados lembram algo como grandes abutres-insetóides decompostos que podem voar através do espaço e carregar uma pessoa em suas costas, embora aquele que monte neles precise de alguma proteção contra o vácuo espacial.

Byakhees não habitam na terra, mas podem ser evocados/invocados para realizarem tarefas, se você os pagar o preço necessário. São uma das raças servas de Hastur, o Rei de Amarelo.

Normalmente alimentam-se da energia presente no Sangue, são entes vampíricos.

A Cor que Veio do Espaço

coos-poster01bweb-25

 

Um ser curioso, que brota de dentro de um meteorito caído do espaço, ou pedra que tenha vindo de lá. Ao romper a concha metálica ou pedregosa, este ser é liberado, constituído de uma estranha luz incandescente, semelhante a um raio de luar, mas que ao ser tocado provoca uma sensação aveludada.

Embora a aparência, essa luz não se comporta como a luz padrão de nosso plano, e não é constituída de nada conhecido ou teorizado pelo homem. Embora prefira habitar em locais submersos, como poços, lagos, oceanos ou pântanos a Cor pode mover-se por onde quiser, poluindo o ecossistema ao seu redor até um raio de 20 hectares, e reproduzir-se, lançando outra larva luminosa, antes de atingir a maturidade e retirar-se da Terra, retornando ao espaço como uma aurora boreal.

Durante sua ocupação, A Cor drena a energia de tudo na área, provocando mortes, doenças e poluindo as energias como uma radiação, provocando nascimentos deformados e pragas inexplicáveis na vegetação, animais e humanos ao redor.

Crias de Shub-Niggurath

shrub_niggurath_by_faxtar-d3d8ysb

 

São enormes vermes ou massas negras dotadas de tentáculos que se manifestam ou quando evocadas ou em locais por onde Shub-Niggurath passou ou foi adorada. Assim como sua mãe, esses monstros titânicos aceitam de bom grado culto e sacrifícios, atuando como ‘redes de contato’ ou mensageiros para sua Mãe Negra, devorando não-cultistas e pregando Sua palavra.

Abissal

deeponetop

 

Os adoradores anfíbios de Cthulhu, que aparecem como humanóides anfíbios, com mãos e pés espalmados e o corpo recoberto de escamas grossas e cinza-azuladas. São uma raça de água salgada, e habitam em ruínas submersas ou constroem suas próprias cidades escondidas e templos de adoração ao grande Cthulhu.

Dizem que eles possuem grande luxúria e gostam de criar híbridos com humanos tendo relações inter-raciais grotescas. Para tanto, manifestam-se como tritões, sereias e outras lendas de sedutores entes marinhos que seduzem moradores próximos a praia ou marinheiros para gerar seus filhos e filhas mestiços.

Eles não envelhecem e nem morrem com a idade.

Dhole

Dhole__by_Michael_Komarck_Dholes são grandes Vormes (vermes gigantescos) não nativos da Terra e raríssimamente evocados a superfície. São conhecidos por provocar terremotos e destruir cidades. Quando evocados, permanecem por curtos períodos antes de desaparecerem. Odeiam a luz, embora não sofram com ela, manifestam-se no escuro ou durante abalos sísmicos, habitando em meio a falhas tectônicas.

‘Coisa’ Antiga

unponderable_elder_thing_by_henningludwigsen-com

 

Seres alienígenas de corpo simétrico radialmente, dotados de tentáculos. Suas cabeças lembram estrelas do mar e seus olhos podem enxergar na ausência de luz. Eles possuem grandes asas e se comunicam através de assobios. Eles caíram na terra a mais de dois bilhões de anos e podem ter acidentalmente criado a vida na Terra.

Eles são os inventores dos Shoggoth, os vermes astrais poderosos que utilizam como servos para guerrear com outras raças. Habitam em locais isolados, no fundo do mar ou em desertos de gelo.

Shoggoths 

funny-pictures-morbid-channel-auto-536608

Um Shoggoth é uma massa semelhante a uma ameba com diversos olhos e pseudópodes, constituída de energia e que possui a capacidade de ‘grudar’ como um sanguessuga na energia de sua presa, drenando-a totalmente, a exaustão e até mesmo a morte.

Foram utilizados pelos Antigos como ferramentas, mas rebelaram-se contra eles, quase extinguindo-os. Daí a necessidade de cautela ao trabalhar-se com entidades que são ferramentas-vivas. Elas podem ganhar ‘personalidade própria’, portanto devem ser imediatamente destruídos após consumirem seus alvos.

São atualmente gerados ou encontrados em locais poluídos ou totalmente isolados. Diz-se que eles repetem constantemente a frase “Tekeli-li! Tekeli-li!” utilizada pelos Antigos para lhes conceder ordens.

Pólipo Voador

flying_polyp_by_eclectixx-d4pb270

 

Essa espécie alienígena sem nome invadiu a terra a 750 milhões de anos atrás, construindo estruturas rudimentares de habitação, destruídas na guerra com a Grande Raça de Yig. Ao perderem esta guerra, os Pólipos foram exilados nos subterrâneos da Terra, onde habitam até hoje sem importarem-se com isso. As passagens até eles estão seladas por pedras e eles devoram todos os que ousam perturbá-los.

Cria Disforme de Tsathoggua

formlessspawn

 

São seres negros como nanquim, que podem alterar sua forma rapidamente de bestas semelhantes a sapos a formas alongadas com vários tentáculos. Eles podem ‘escorrer’ por frestas e absorver presas com pseudópodes. São muito próximos a Tsathoggua e frequentemente encontrados nos interiores de seus templos.

Ghoul

Ghouls

 

Os Filhos e Filhas de Mordiggian. Os Não-Mortos em vida, de aparência cadavérica, cobertos de decadência. Aqueles que vivem em meio as terras do cemitério, alimentando-se de carne, até mesmo humana. Seus corpos tendem a ser magros e esguios, com garras e caninos afiados.

São frequentemente Necromantes que cederam totalmente a seu vício na morte (Necrofilia, Necrofagia, etc) a ponto de tornarem-se meio mortos e meio vivos. São frequentemente também, quando mais fracos, encontrados trabalhando para feiticeiros poderosos ou Bokors no Vodu.

Gnoph-Keh

gnoph-kehfin

Uma besta com compridos pelos, dotada de seis pernas e um chifre, que habita nas geleiras da Islândia. São associados a Ithaqua.

A Grande Raça de Yith

Great_Race_of_Yith_by_pahapasi

Esta é uma raça puramente constituída de Mente, que domina e habita um corpo por um período de tempo necessário para atuar no plano físico. 400 milhões de anos atrás, eles habitaram nosso planeta sobre a forma cônica presente na imagem, e guerrearam contra os Pólipos, banindo-os para as profundezas. Após a guerra, retornaram a seu estado puramente mental, sempre alternando para possuir as raças dominantes terrenas e atuarem no plano físico.

Ao deixarem um corpo, a vítima da possessão pode ter visões e pesadelos da história da Grande Raça.

Cães de Tindalos

hounds_of_tindalos_by_t_biddy-d4boiw4

 

Seres predatórios habitantes do Astral desde que o plano físico foi formado. Eles habitam nas quinas entre o espaço tempo, podendo se manifestar sem razão aparente onde bem desejarem – desde que as paredes do local formem um ângulo inferior a 120°. Podem perseguir uma presa por milênios, cobrindo qualquer distância de tempo, até devorarem, ou serem confrontados.

Horror Caçador

hunting_horror_by_jacksworld82-d3fasjs

Horrores Caçadores são imensas serpentes aladas, que voam pelos céus de forma sinuosa, enquanto produzem sons semelhantes ao de corvos. Não saem na luz do dia, e explosões de luz forte podem reduzi-los a pó. Eles costumam servir a alguns dos Deuses, frequentemente Nyarlathotep. Mas também se associam a cultistas e feiticeiros sedentos de sangue, atuando como executores e predadores, em troca de aprendizado de ritos e magias.

K’n-Yani

j0018l18

K’n-Yan é uma cidade oculta no subsolo de Oklahoma, onde residem todo tipo de seres bizarros, um ponto de conexão [ou Nexion] entre o físico e o plano astral. Diz-se que seus habitantes podem ser evocados e contactar-se com cultistas através de pensamentos.

Eles costumavam cultuar Tsathoggua, mas descobriram um segredo oculto e vil sobre o Deus, e destruíram seus templos e passaram a abominar sua existência, voltando sua fé a Cthulhu e a Yig.

Lemurianos

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Helena Blavatsky nos falava do velho continente da Lemúria, onde, entre outras raças evoluídas, os Lemurianos habitavam, vivendo um incrível reinado sustentado por uma fonte de energia desconhecida baseada em cristais. Os lemurianos eram semelhantes a humanoides, mas bem mais altos e possuindo ao centro de sua testa um terceiro olho.

Até os dias atuais, teosofistas e ocultistas buscam desvendar o mistério do continente devorado pelo oceano e das civilizações varridas da existência…supostamente.

 Lloigor

dagon

 

Os Lloigor são vórtices de energia imaterial, mas que frequentemente manifestam-se em forma de monstros reptilianos semelhantes a dragões ou serpentes marinhas. Suas mentes são defeituosas e eles jamais esquecem uma memória – no entanto são incapazes de criar ou imaginar, são desprovidos de subconsciente, o que os torna insanos. Vivem em uma atmosfera de Niilismo, depressão e suicídio, estados que induzem naqueles que possuem contato com eles.

Eles vieram de uma constelação próxima a Andrômeda, pela qual podem ser evocados. Quando vem para a Terra, costumam escravizar humanos ou receber cultos, frequentemente distorcendo seus adoradores/escravos mental e fisicamente.

São relacionados a Gatanothoa, Deus a quem cultuam.

Mi-Go

migo_by_borjapindado-d6gb4no

Mi-Go são os habitantes interestelares de Yuggoth (Plutão). Eles são os ‘fungos de Yuggoth’, apesar da forma híbrida entre um crustáceo e um inseto, com a cabeça dotada de pseudópodes luminosos, através dos quais eles se comunicam mudando-os de cor.

Suas asas podem voar sem precisar do ar terreno. São vistos raramente na Terra, quando o fazem é buscando pedras preciosas, que utilizam em seus feitos desconhecidos.

Podem ser evocados pelas energias de Plutão, frequentemente realizam favores a seus cultistas em troca de gemas preciosas, especialmente favores ligados a medicina. São idólatras de Shub-Niggurath e Nyarlathotep.

Nighgaunt

nightgaunt_by_dloliver-d4gwy2j

Criaturas aladas com caudas espinhosas e um par de chifres curvilíneos, a pele negra e oleosa como de uma baleia. Eles jamais falam ou fazem sons de nenhuma forma. Raramente são amigáveis com outras raças (mas pode ocorrer), não são exatamente inteligentes, servindo mais como serviçais. Normalmente utilizados como guardiões ou espiões, tem o poder de projetar-se para outras dimensões, fazendo com que vítimas desavisadas sejam transportadas para locais inóspitos do astral e deixadas a própria sorte.

São naturalmente adoradores de Nodens.

Povo-Serpente

7441

São cobras humanóides, originados na era Permiana. São grandes feiticeiros e cientistas que uma vez já habitaram nosso mundo, em grandes torres de basalto negro no Império de Thuria, há bilhões de anos já decadente e varrido de nosso plano.

São o povo favorito de Yig, a quem prestam culto, agora habitando em outros pontos do Cosmos, podendo se relacionar com feiticeiros do nosso plano.

Servidor dos Deuses Antigos

tumblr_nhri7hkv421u2z3dmo1_1280

 

Criaturas imensas, semelhantes a polvos monstruosos rastejantes. São os Demônios Flautistas que cercam Azathoth, também tocando suas sinfonias odiosas para grupos de cultistas que os paguem o suficiente. A música pode abrir Nexions, evocar Deuses ou induzir ao transe.

Shan

sts7xRh

Pequenas criaturas insetóides, do tamanho de um pombo, habitantes do finado planeta Shaggai. São sádicos e frequentemente pensam em novos métodos de tortura. Sua crueldade é religiosa, pois são idólatras de Azathoth, a quem dedicam inúmeros rituais que podem ser ensinados, pelo preço certo.

Normalmente cercam-se de cultistas para auxiliá-los em suas máquinas. Dispersaram-se pelo universo quando Shaggai foi abatido por uma desconhecida catástrofe e agora buscam um meio de deixar a orbe terrena.

Filho de Yog-Sothoth

yog_sothoth_by_chivohit-d5b8wrr

Seres formados pela cruza de Yog-Sothoth com um humano. Nunca existem dois iguais, cada um sendo uma aberração diferente, tanto no plano espiritual quanto físico. Podem ser totalmente humanos, meio humanos, ou abominações completas. Sempre serão assustadores a animais, que sentem medo em suas presenças.

Sempre dedicam-se a estudar ocultismo ou adentrar em algum culto a Deus Antigo/Exterior, sempre buscando acumular conhecimento instintivamente, para destruir as barreiras que os separam de seu Pai.

Devorador do Espaço

Image-of-cosmic-horror

 

Uma raça espacial intergalática, que se manifesta pela queda de temperatura brusca e pela névoa que aparece onde estão. São sempre famintos e devoram tudo por onde passam. Tudo mesmo, inclusive a luz, o astral, o físico, o tempo-espaço, a geometria… são seres apocalípticos habitantes em buracos negros.

Ao devorarem um ser consciente, a sensação é de ser atravessado por lâminas ou esmagado por gigantescos tentáculos. A vítima alucina com monstros horrendos durante o processo de desintegração.

Vampiro Estelar

 

 

350px-Servants-Star_vampire

 

São predadores poderosos, naturalmente invisíveis, predadores e vampiristas não apenas de energia, mas também de sangue. Drenam a energia presente no fluído derramado. São evocados por feiticeiros perversos para drenar seus adversários, enfraquecendo-os ou até levando a morte pelo dreno de sangue. Claro, se você puder controlar eles.

Tcho-Tcho

TchotchoSão basicamente uma tribo de pigmeus adoradores de Chaugnar Faugn, e por ele criados a partir de salamandras negras. Habitaram na Ásia antes da humanidade pisar na Terra e agora são encontrados somente nas Terras dos Sonhos, onde colhem lótus negras que ofertam em ritos a Chaugnar Faugn e Hastur.

Xothian

Cthulhu-011

São a raça famigerada de meio humanos meio cefalópodes a qual Cthulhu é o grande Comandante. Habitam na estrela verde de Xoth na constelação de Touro, onde a geometria não obedece as leis que conhecemos, assim como em R’lyeah.

O Necronomicon Ex Mortis os cita como sendo as ‘crias estrelares de Cthulhu’, habitando em Aldebaran ou na Terra, sendo vistos como monstros titânicos (ainda bem menores que Cthulhu, mas gigantes a um humano) que originam as lendas de monstros marinhos. As vezes são encontrados cercados de Shoggoths.

*

E aqui encerra-se o nosso mini-bestiário de entidades Lovecraftianas, supostamente citadas no Necronomicon Ex-Mortis, o livro que será tema do próximo post, na parte III deste tema dos Mythos de Chtulhu. 

Azi Dahaka.

Ba Nam I Ahereman.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s