Satanismo e Nacional Socialismo – Uma Análise

Nazi-eagle-symbol

 

“Garota magra, vestida de preto
Botas de couro, chapéu nazi
Pantera tatuada, capa de vampiro
Dançarina sexy, graça de Madalena…”

-Primal Scream, ‘Miss Lucifer’

Recentemente tenho visto muita polêmica ao redor da figura de Hitler e sua ligação com o Esoterismo, bem como a contraposição de muitos assim chamados “satanistas” em relação ao Reich. Decidi então elaborar um resumo (o mais breve que eu puder, pois não é meu intento me aprofundar no assunto) afim de elucidar as questões levantadas em fóruns e debates pessoais sobre o tema citado.

Vale citar que este texto NÃO É uma apologia, mas um esclarecimento. Se você é um leitor ruim e não sabe compreender isso, sugiro que não prossiga a partir deste ponto.

Hitler, Himmer e o III Reich

Sim, Hitler foi um grande líder. Após a I Guerra Mundial a Alemanha estava quebrada. A moeda alemã valia menos que lixo, e as pessoas disputavam comida no interior do país. A situação era crítica. Hitler assume primeiramente como ministro da Economia, e é nomeado Chanceler alemão após seu brilhante ato de salvar a Alemanha de uma depressão financeira das piores.

Era um homem que sobretudo, amava seu povo e era patriota ao extremo. Não estou aqui glorificando tal governante, mas se você é incapaz de ver além do que a mídia diz e além das mortes provocadas nos tempos de guerra, você não é um bom Satanista. Você está se deixando levar ao invés de fazer uma análise fria.

Apesar das mortes, alemães do Reich tinham família e não comiam criancinhas. Então sejamos imparciais aqui. Outro erro histórico importante ser citado: O Reich não era Racista, mas Racialista. Ou seja, ele aceitava pessoas de diversas etnias em suas fileiras. Inclusive Judeus que eram contra o Sionismo (criação de um Estado Judaico teocrático). Portanto, parem de confundir “Nazismo” com “White Pride”.

“White Powers” são uma cultura racista estúpida que não vale nem entrar em mérito aqui. Seguindo adiante… Hitler não era cristão como se afirma por aí atualmente. Devemos ter em mente que o Reich era um Estado, e como todo “Leviathan” (conforme cita Hobbes), ele precisava de suas garras, seus aparelhos de coerção. Tais “ferramentas” utilizadas para moldar o povo (e mantidas assim até hoje!) são: A Mídia (propaganda Nazi), as Escolas, o Exército (Patriotismo), um inimigo pra nação se opor e consequentemente se unir como Povo (Judeus, no caso), uma Polícia Especial de Elite (SchutzSTaffel) e… uma religião para as massas, que constituía na Igreja Católica – a maior religião do mundo e mais influente politicamente.

Entretanto, por trás das cortinas do Reich, a conversa era bem diferente da “religião do povão”.

A Elite “Ariana” possuía suas próprias crenças muito bem embasadas. O Führer, tão dito cristão atualmente, liberava verba para que seu braço direito, Heinrich Himmler pudesse construir seus laboratórios Alquímicos e se dedicasse em imensa parte do tempo a pesquisa do mundo Ocultista!

das-ornament-der-schwarzen

Piso do castelo de Wewelsburg (torre Norte), Alemanha, utilizado por Himmler como templo em suas práticas.

O Fanático Himmler teria sido influente em 2 Ordens Esotéricas como pesquisador, que sintetizadas culminaram no Culto ao Sol Negro, do qual falarei a diante. Sobre as pesquisas mais relevantes, vale citar:

Sociedade Vril:

A mais relevante e influente. Fundada pelo general Karl Haushofer, objetivava entender as raízes da Raça Humana. Influenciados por Nietzsche e pelas escolas de pensamento Oriental, queriam obter através da manipulação de uma forma de energia denominada “Vril” a fórmula para a criação do “Übermensch”, o Homem além do Homem.Uma raça superior em evolução, físico e inteligência, para a criação de um novo Império, eliminando os mundanos.

Sociedade Thule:

A Thule iniciou como uma ordem de estudos religiosos e históricos do passado alemão e cultos germânicos, mas acabou entrando no âmbito também espiritual. O uso de magia com Runas, Invocações a Deuses Nórdicos, astrologia e um forte esoterismo marcaram a Thule. Boatos dizem que o próprio Hitler teria entrado nesses estudos como resgate de sua herança germânica espiritual.

Esta ordem existe até hoje, mas sem o cunho Nazi-Fascista, mantendo apenas as tradições magickas que são bem legais.

thule

Schwarze Sonne

Com Himmler como braço direito do Führer,o esoterismo Nazi chega em seu Ápice. Desde cópias da lança de Longinus, que teria matado cristo, até rituais obscuros em torres de castelos medievais – o Nazismo começou a alcançar também o Astral, deixando as marcas potentes de sua egrégora na espiritualidade, que duram até hoje.

O Culto ao Sol Negro nos apresentava um Sigilo e a ideia de que por trás do sol de nosso sistema, existia um outro astro, mas Negro, que absorvia Luz. Uma “anti-estrela”, cujas energias auxiliariam a destruição do Aeon presente, dos Judeus e da Cristandade – preparando terreno para a vinda do Übermensch, conceitos retirados da Sociedade Vril e aplicados junto a teórica do SS.

O dia a dia dessa ordem envolvia pesada ritualística Aeonica.

Legal, eles eram Ocultistas. Mas e daí? E o SATANISMO com isso?

Satanismo e Esoterismo Nazi

O Satanismo herdou muito vindo da época do Reich. A ONA em especial teve pesadas influências após a admissão de David Myatt, um ex Neo-Nazista assumido. Os valores de Honra, Moral e Ética introduzidos na ordem foram todos advindos dos ideais Esotéricos citados acima. Bem como o conceito de “Homem além do Homem” e as concepções Aeonicas que influenciaram a O9A e deram luz a current 218 (cujas semelhanças são inegáveis).

Ou seja, praticamente toda corrente satânica (séria, por favor!) misantrópica ou extremada possui seu vínculo – ainda que involuntário – com o esoterismo do Reich.

Quer dizer então que a ONA é Nazista?

Sim e não. A ONA não tem posição política. Na verdade, a política mundana, para a maioria dos iniciados que conheci, é só um jogo de xadrez divertido no qual se entra pra tirar uma ou duas lições – mas sempre contra adversários desleais e covardes.

O Nazismo é utilizado então apenas como Heresia Social. Pra chocar e por as pessoas frente a tabus, assistindo-as perder a noção de racionalidade, parcialidade e passar de argumentos a “Ad Hominens”/”Reductio ad Hitlerum” em segundos.

Assim como o Nazismo foi utilizado pela Ordem no passado, o fundamentalismo Islâmico já foi utilizado, o Anarquismo, entre diversas outras ideologias, apenas como pretexto para Heresias perturbadoras para os olhos mundanos.

No fim das contas, um Satanista pode ter a posição política que lhe convir – desde que ele se expresse utilizando seu cérebro, a razão e seja ponderado em seus Atos e Palavras. Qualquer forma de proselitismo é estupidez. Mas aqueles que já transcenderam tais ideais políticos e sabem que o Ideal Maior é alcançar o Aeon Faustiniano/Galático (do Homo-Gálata) sabem que a política mundana só serve para ver o circo pegar fogo.

“Alguns homens só querem ver o mundo queimar!”

tumblr_ln5ialxYvD1qlgyozo1_400

 

Agios O Azanigin!

Malachi; 2014 Era Vulgaris

Anúncios

12 comentários sobre “Satanismo e Nacional Socialismo – Uma Análise

  1. Ótima postagem!
    O que me chamou a atenção foi a ideia de “choque social”; o que me é familiar pela ideia de “heresia” usada na bruxaria quando falamos de “Diabo” ou “sangue dos anjos”, ou ainda da ideia do símbolo de Judas Iscariotes como o verdadeiro santo, aquele que fez o verdadeiro sacrifício.

    É muito importante ressaltar que a ‘onda’ que atingiu a bruxaria nas ultimas décadas (graças a Gardner e sua religião pop), também têm atingido tanto o ocultismo (com crianças e fedelhos querendo chamar demônios) quanto no satanismo (como forma de auto-afirmação), o que leva a ver que se pegássemos um de cada dos citados acima e colocássemos um ao lado do outro, tirando a roupa, seus conceitos de “certo e errado” seriam as mesmas, assim como suas morais e éticas sociais…

    Porém, quem realmente Anda o Caminho, sabe que tudo isso não possui importância e que a diferença desse tipo de gente para uma ovelha cega e guiada por um pastor, é nada.

    Muito bom o texto, da para partir de vários pontos do mesmo.

    (Quando vi Schwarze Sonne tomei um susto rs Adoro o símbolo^^)

    Abs!

  2. L.

    É verdade que Hitler se assumia publicamente como cristão, mas também é verdade que Hitler era um grande político. E como todo político era um mentiroso. Muito conveniente se dizer cristão quando 90 por cento da Alemanha professava a religião cristã. Está muito claro que isso não passou de um estrategema para ganhar o apoio da população.

  3. L.

    Seguem algumas citações de Hitler extraídas do livro “Hitler’s Secret Conversations Book ” que é uma coleção de notas escritas a mão por Martin Bourmann secretário da NSDAP e secretário pessoal de Hitler durante a guerra.
    Noite de 11 para 12 de Julho,
    1941: O Nacional Socialismo e
    a religião não podem existir
    juntos…. O maior golpe que
    já atingiu a humanidade foi a
    chegada do cristianismo.
    Bolchevismo é o filho
    ilegítimo do cristianismo.
    Ambos são invenções dos
    judeus. A mentira deliberada
    em relação à religião foi
    introduzida no mundo pelo
    cristianismo… Que não se
    diga que o cristianismo
    trouxe para o homem a vida
    da alma, porque a evolução
    estava na ordem natural das
    coisas. (p 6 & 7)
    10 de Outubro, 1941, meio-
    dia: O cristianismo é uma
    rebelião contra a lei natural,
    um protesto contra a
    natureza. Levado á sua lógica
    extrema, o cristianismo
    significaria a cultivação
    sistemática da falha humana.
    (p 43)
    14 de Outubro, 1941, meio-
    dia: O melhor é deixar o
    cristianismo morrer uma
    morte natural…. quando o
    entendimento do universo se
    tornar mais conhecido… a
    doutrina cristã será
    condenada como absurda…. o
    cristianismo atingiu um pico
    de absurdo…. E é por isso
    que sua estrutura irá entrar
    em colapso…. …a única
    maneira de se livrar do
    cristianismo é deixá-lo morrer
    um pouco de cada vez… o
    cristianismo é mentiroso…
    veremos que as igrejas não
    poderão espalhar ensino
    conflitantes com os interesses
    do Estado. (p 49-52)
    19 de Outubro, 1941, noite: A
    razão pela qual o mundo
    antigo era tão puro, leve e
    sereno era que nada conhecia
    sobre dois grandes flagelos:
    varíola e cristianismo.
    21 de Outubro, 1941, meio-
    dia: Originalmente, o
    cristianismo era
    simplesmente uma
    encarnação do Bolchevismo, o
    destruidor… A falsificação
    decisiva da doutrina de Jesus
    foi a obra de São Paulo. Ele
    se entregou a esse trabalho…
    pelo propósito de exploração
    pessoal… O mundo não viu
    isso, carregando até a Idade
    Média todo o velho sistema
    de mártires, torturas,
    pederastas? Antigamente, em
    nome do cristianismo. Hoje,
    em nome do Bolchevismo.
    Ontem, o instigador era
    Saulo: o instigador hoje,
    Mardoqueu. Saulo foi mudado
    para São Paulo e Mardoqueu
    mudado para Karl Marx.
    Exterminando essa peste,
    faremos a humanidade um
    serviço que nossos soldados
    não conseguem imaginar. (p
    63-65)
    13 de Dezembro, 1941, meia-
    noite: O cristianismo é a
    invenção de uma mente
    doente: ninguém poderia
    imaginar algo tão sem
    sentido, nem uma maneira
    tão indecente para tornar a
    idéia de uma divindade em
    zombaria… …Quando tudo foi
    dito, não temos razão para
    acreditar que os italianos e
    os espanhois se livrarão da
    droga do cristianismo.
    Sejamos o único povo que
    estará imunizado contra essa
    doença. (p 118 & 119)
    14 de Dezembro, 1941, meia-
    dia: Kerrl, com a mais nobre
    das intenções, buscava uma
    síntese entre o Nacional
    Socialismo e o cristianismo.
    Eu não acredito que seja
    possível e eu vejo o obstáculo
    no próprio cristianismo… o
    cristianismo puro – o
    cristianismo das catacumbas
    – está preocupado em
    traduzir as doutrinas cristãs
    em fatos. Levará
    simplesmente à aniquilação
    da humanidade. É
    simplesmente um
    Bolchevismo de coração sob
    um brilho de metafísica. (p
    119 & 120)
    9 de Abril, 1942, jantar: Existe
    algo doentio em relação ao
    cristianismo (p 339)
    27 de Fevereiro, 1942, meio-
    dia: Seria de muito desgosto
    para mim passar para a
    posteridade como um homem
    que fez concessões nessa
    área. Eu percebo que o
    homem, em sua imperfeição,
    pode cometer inúmeros erros
    – mas me devotar
    deliberadamente ao erro, isso
    é algo que eu não posso
    fazer. Eu jamais poderia
    pessoalmente entrar em
    acordo com a mentira cristã.
    Nossa era, nos próximos 200
    anos certamente verá o fim
    da doença do cristianismo…
    Meu arrependimento será que
    não poderei estar aqui até
    lá.” (p 278)

  4. Bruno Von Hoelz Di Lorenzo

    Excelente texto meu Irmao estou orgulhoso de vossas palavras… Me alegra saber que em nossas conversas pude compartilhar o pouco que sei contigo e vejo que mais uma vez as sementes se tornaram gigantescos carvalhos titanicos. Tu ja me ultrapasaste ha muinto na senda do caminho oculto e agora Eu que sou teu Irmao mais velho e que sigo a trilha do guerreiro observo gratificado ao ver minha obcessao em expor a verdade sobre a II guerra sintetizada e concretizada fundida ao teu vasto conhecimento oculto. Hail !!! Que a verdade se espalhe e propague, em forma de heresias e que as mentiras sucumbam, por mais comodas que parecam. Agios !!!

  5. inominavelser

    Excelentíssimo texto, Arauto do Chaos! Não tenho restrições quanto ao que pesquisar acerca de Ocultismo e o Nazismo Esotérico me chama muito a atenção por ser uma maneira de sabermos que as garras do III Reich puderam até mesmo alcançar o Astral. E essa Egrégora ainda está atuante, se movendo, acessível aos que podem tocá-la sem serem sumariamente fulminados.

  6. Sr. Malachi,

    Entendo o que o Sr. diz abaixo: “não é possível fazer um omelete sem fritar os ovos.”

    Creio que não só na vida das nações, mas na vida dos indivíduos, o provérbio acima vale, sempre ou quase sempre.

    “Não estou aqui glorificando tal governante, mas se você é incapaz de ver além do que a mídia diz e além das mortes provocadas nos tempos de guerra, você não é um bom Satanista. Você está se deixando levar ao invés de fazer uma análise fria.

    Apesar das mortes, alemães do Reich tinham família e não comiam criancinhas. Então sejamos imparciais aqui.”

    Não sou um Satanista.Sou um homem interessado no oculto e que encontrou textos bem explicados sobre o Caminho da Mão Esquerda( os de sua autoria).Apesar de serem bem explicados, fica uma dúvida.

    Peço que me esclareça, se for possível:
    Se a criação, preservação e destruição são naturais, qual é a necessidade de praticar Magia Aeonica para apressar o processo de destruição?

    Cordialmente,

    José Elias

    1. Saudações;

      A ideia seria trazer um próximo Aeon ideal, moldá-lo. Trazer uma Era específica. Acelerar não meramente a destruição desta, mas ‘moldar o terreno’ para formar um Aeon de caráter Sinistro. Romper os grilhões Demiurgicos que prendem a Roda das Eras.

  7. Rafael

    Excelente texto, e o livro dele é proibido na Alemanha, mesmo aqui no Brasil é muito raro, eu tive que desembolsar 400 reais para ter um em mãos… bom mas só porque tenho o livro não significa que sou um nazista e que eu fique lendo o livro dele, mas já li pelo menos uma vez.

      1. Rafael

        Ainda dá tempo de comprar, aqui no Brasil não é proibido mais nenhuma editora publica por causa dos vários processos que elas podem receber e isso faz um empresário recuar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s