Ritual de Banimento Satanista

Sem títuloSatanismo e limpeza de ambiente:

É comum vermos Satanistas recusando-se a fazer rituais de banimento com a desculpa de que “não se deve banir as energias que você mesmo chamou”. Este é um erro grotesco, digno de principiantes. Ocorre que, dentro do sistema mágicko utilizado no Satanismo, as energias que aderem no ambiente para atrapalhar o ritual, bem como as entidades presentes que podem vir a influenciar e atrapalhar o objetivo de um rito estão em outra polaridade. Ainda assim, o rito PODE e SERÁ influenciado de forma negativa se estes entes permanecerem presentes, o que torna um banimento totalmente indispensável.

O Satanista é obrigado a lidar então com outro problema. A esmagadora maioria dos banimentos (como por exemplo aquele divulgado na “Goétia – A pequena chave de Salomão”, um dos trechos do Lemegeton) envolve a utilização de egrégoras demiurgicas ou energias que podem gerar um choque durante o trabalho com as energias densas invocadas/evocadas dentro dos sistemas diabólicos.
Fez-se necessário então a adaptação de um ritual de limpeza que se encaixasse dentro deste sistema, para que fosse condizente e coerente com a situação. Mas sem perder a sua funcionalidade.

O que é e para que serve um banimento?

Um ritual deste tipo não serve somente para limpar o ambiente e afastar entidades nocivas, mas também para equilibrar as energias do próprio magista. O “Ritual do Pentagrama Menor” é o mais famoso dentre eles, por ser o mais completo. Tendo sido originado na Golden Dawn, teve sua ritualística adaptada para inúmeras outras crenças, incluindo o Caoísmo e também o Satanismo (como veremos adiante) sem perder a sua funcionalidade e lógica.

O Satanista pode valer-se de rituais mais simples, como os banimentos ligados aos elementos ou pura liberação energética para a mesma finalidade, no entanto estes são bem menos intensos, não afetando determinadas entidades mais poderosas e podendo exaurir o magista mais facilmente, ou até mesmo (no caso do banimento Elemental) desequilibrar as energias internas, caso não sejam contrabalanceadas após o rito.

Será passado aqui então um exemplo de ritual de banimento Satanista, com base na ritualística da GD, para limpeza de ambientes de forma mais intensa e para focalização do magista de forma mental/energética a ser realizado antes e após o trabalho principal do mesmo.

Ritual de Banimento Satânico

Pré-Requisitos: Boa visualização e canalização de energia.
Itens necessários:
-Caso o magista deseje, pode se posicionar nos 4 pontos cardeais os elementos relacionados as energias que serão invocadas durante o ritual.
-Athame, Varinha, Espada, ou qualquer semelhante. Não possuindo nada disponível, apenas os dedos indicador e médio, unidos e esticados.
-É de grande auxílio traçar um círculo físico nas primeiras vezes que realizar o ritual, afim de não perder o foco neste círculo de proteção durante o banimento.

Ritual:

Estando em qualquer ponto, para qualquer direção, toque sua testa com a Adaga/Dedos e VIBRE (Entoando com vontade e firmeza, como um Mantra):
“Yadalbaoth!”
Toque a área sobre seus genitais e vibre:
“Aeshma-Taromat!”
Toque o ombro direito e vibre
“Do-Mar”
Toque o ombro esquerdo e vibre
“Dehak”
Cruze os braços sobre o peito e vibre “Andar!”

(Esta seria a “cruz cabalística” adaptada para os cultos Luciferianos Ahrimanicos. Ela invoca os poderes do Caos e das Serpentes Gêmeas de Azi Dahaka, ligadas a ascenção do poder pessoal/DG, entre outros simbolismos. Serve para equilibrar o magista e mantê-lo focado no rito).

Volte-se então para o OESTE e visualize uma chama azul escura ardente, com toda força de sua visualização. Vibre “Leviathan!”
Volte-se para o SUL, visualize uma intensa Chama Negra e vermelha. Vibre “Ha-Shatan!”
Volte-se ao LESTE, visualize uma intensa luz brilhante, o mais brilhante que imaginar, tomando a forma de uma sinuosa serpente. Vibre “Lúcifer-Samael!”
Finalmente volte-se ao NORTE e trace com a adaga/dedos um grande Pentagrama invertido, na cor negra. Vibre “Lilith!”
Abra seus braços, mantendo a visualização e sentindo as energias que vibram a seu redor. Diga entoando:

“Me circulam os fogos de Leviathan e Ha-Shatan, e me cercam as essências de Lúcifer-Samael e Lilith. Eu anuncio meu Intento Sagrado como Deus em Carne, enquanto ascendo sobre os céus e sob a terra. Assim acima como abaixo!”

E está feito.
Azi Dahaka
13/01/2014

Ba Nam I Ahareman!

Anúncios

13 comentários sobre “Ritual de Banimento Satanista

    1. Existem alguns detalhes desta versão do rito que me desagradam.
      “Árvore da Vida”? Quais palavras são aquelas nos traçados? Qual o senso de usar “Demiurgo Baphometh?”

      Ao se fazer um ritual, pra ele ser eficaz, é necessário compreender 100% o rito e seus elementos… e este não me parece coerente não..

      1. ThanatosΩFenrir

        Esse ritual se encaixa mais no paradigma do chamado satanismo moderno,sendo assim é bem compreensível a utilização de ”Baphometis Demiurgi” porém concordo sumariamente com você quanto á contradição em utilizar a árvore da vida pois seria mais lógico o uso de Otz Daath, e a quais traçados se refere?

  1. Tomás

    Salve!
    Muitos magistas recomendam praticar o RMP numa base diária, para produzir inúmeros efeitos benéficos como aumento da visualização, manipulação energética, tonificação da aura, defesa, etc.
    O mesmo é válido para este ritual?

  2. Tomás

    No RMP padrão a Cruz Cabalística é realizada no começo e no fim do ritual, mas neste pelo o que você descreveu a operação análoga é realizada é só no começo. Por que isso?

  3. Erick

    Olá. Fiquei com algumas dúvidas:

    1. Qual mão deve-se usar na primeira parte (da “cruz”) e ao desenhar o pentagrama?

    2. A partir de que ponta deve-se iniciar o traçado do pentagrama?

    3. A pronúncia dos erres no fim de palavras é na garganta (como em ‘rato’) ou na língua (como em ‘aresta’)?

    1. 1. Use a Mão Esquerda.

      2. Busque pelos Pentagramas de cada um dos 4 elementos. Veja o direcionamento que eles são traçados, estude-os e memorize-os. Essa parte é bem semelhante ao RMP.

      3. Pronuncie de forma suave, na ponta da língua. Mas sempre mantendo a vibração do nome, de forma firme e com convicção, sem hesitar.

      Teste algumas vezes antes de fazer “pra valer”. Estude e compreenda o rito e vc não precisará meramente “decorá-lo”.

  4. Draki-Qayin

    “Estando em qualquer ponto, para qualquer direção, toque sua testa com a Adaga/Dedos e VIBRE (Entoando com vontade e firmeza, como um Mantra): Yadalbaoth!”
    Yadalbaoth é o Demiurgo o YHWH, divindade com cabeça de leão, filho de Sophia que criou o mundo material. então por que diabos eu vou usar um banimento desse?

  5. Pedro Henrique de Oliveira

    Minha esposa se iniciou no satanismo , fez pacto de sangue e ja faz um ano, a história é longa, bem acontece que ela esta atormentada pois diz que os espíritos estão aparecendo para ela sem ela invoca-los, ela não deseja mais seguir o satanismo, pretende migrar para o Lúciferianismo, ela vive atormentada por estas entidades satanicas, como ela faz para poder se desligar do satanismo e se iniciar no Lúciferianismo ? este ritual de banimento funcionaria nela? Por favor aguardamos uma resposta, pois ela quer se livrar deste lado escuro da magia e buscar seu caminho no portador da luz. O que fazer? E se puder nos indicar depois de tudo como nos iniciarmos no lucuferianismo seremos eternamente gratos, escrevo por ela pois ela esta sem computador, e nós somos casados mas moramos separados por enquanto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s