Introdução a Magicka Aeonica

where_the_sea_once_was “Where the Sea Once Was” – by Beestboy

Para entender a magicka Aeonica, é necessário primeiro entender que o Universo divide-se em dois: O Causal e Acausal. Dentro do Plano Causal, o Tempo corre de forma linear, indo sempre em um único sentido. É um tempo “limitado”, assim como a matéria, e tudo mais presente dentro deste plano de Causalidades, formado por quatro dimensões básicas (as 3 ângulares e o tempo). Enquanto o Acausal não pode ser medido pela física normal e nem pela ciência convencional.

Dentro destes conceitos, um Aeon é uma determinada expressão evolutiva dentro do plano Causal, ligado fortemente a uma Grande Civilização histórica, a um Ethos (conjunto de tradições de um povo) em particular. Essa expressão evolutiva é uma manifestação de forças Acausais dentro do Causal, de forma mais expressiva.

Um conjunto de forças Acausais nutre a Civilização em sua Ascenção e seu Apogeu e durante seu declínio. Dessa forma, cada trecho histórico da Humanidade está ligado diretamente a uma energia Caótica. Por cerca de 2.000 anos essa energia é manifestada com sua totalidade, até começar a decair e ser substituída por outra, dando lugar a outro povo e a um novo Ethos. É essa raíz no Acausal que determina as ações e o modo de reação de cada grande povo – e também o seu Destino. Ou seja, analisando por este lado, todos os indivíduos daquele grupo estão fadados ao mesmo Destino, como um coletivo. Um único ser orgânico formado por partículas menores, como células. A única forma de escapar deste Destino coletivo, sendo a Introspecção, tornado-se um Adepto e esmagando as correntes que o prendem – para que o Indivíduo então evolua de forma mas avançada e crie seu próprio Destino, diferente dos demais de seu povo.

Um Aeon é também ligado diretamente a uma determinada Área geográfica onde determinado povo reside. Um exemplo é o Aeon Ocidental o qual vivenciamos agora, presente no Ocidente em geral da terra. Isso devido a presença de algum Nexion próximo a área ou pela área estar presenciando de forma intensa uma corrente derivada de um Nexion.

Cada grande civilização que não seja diretamente ligada a outra e que tenha primeiramente renovado o Ethos, é ligada a um Aeon e uma corrente de energia. Tradicionalmente, convencionou-se que Sete destes Aeons são os mais influentes e principais dentro da Magicka Aeonica (embora existam outros diversos), sendo eles:

Primal – Nenhuma civilização

Hiperbóreo – Albion

Sumério – Sumérios

Hellenico – Gregos

Thorian (Ocidental) – Civilizações Ocidentais em geral

Galático – Desconhecida

 Junto com a civilização, mudaria também o Ethos. E com o Ethos, também se altera a forma de Mágicka dominante durante este Aeon. Um dos pontos principais é alterar a ritualística e simbologia do atual Aeon Thorian para o Galático, onde domina a Alquimia e os símbolos do Star Game (o Jogo Estelar da ONA – uma ferramenta mágicka descrita no livro NAOS). E com isso, exaltar o Homo Gálata, em detrimento (ou total desaparecimento) do Homo Hubris (os mundanos – falhos em caráter, em honra e em mentalidade/espiritualidade). Dessa forma seria instaurado um real Império “Galático” (referindo-se ao Homo Gálata), onde o Übermensch seria dominante e formaria uma civilização evoluída.

 A Mágicka Aeonica deve sempre ter um objetivo bem demarcado, como por exemplo: Criar um novo Aeon, Destruir o Aeon presente para dar caminho ao próximo, afetar um coletivo de pessoas, parte de uma civilização, afetar um indivíduo, libertar-se da “Wyrd coletiva” (Destino) e criar a sua própria teia de Wyrd, livre das influências do Aeon presente, ou outros objetivos que o Adepto tenha.  Vale lembrar que quando voltado a indivíduos, a mudança pode ser brusca. Mas a um coletivo de pessoas (tal como uma cidade – país ou toda raça humana), a mudança pode levar séculos. Magicka Aeonica é então um trabalho a longo prazo, quando feito em larga escala.

  A forma pela qual estas energias fluem no Causal, é através dos Nexions, já tratados aqui. Um nexion pode ser geográfico, natural, aberto intencionalmente, ou até um indivíduo criativo, capaz de grandes mudanças (Como os grandes líderes, governantes, ou figuras históricas influentes que tenham mudado de fato o curso da história). Para abrir um Nexion, é necessário utilizar determinados simbolismos, tal como as figuras Alquímicas da Alquimia Negra (e consequentemente do Jogo Estrelar), e determinados rituais. Dentro do Ethos da ONA, a cerimônia dos 9 ângulos e o ritual de Chamada são exemplos de abertura de Nexions – embora outras tradições dentro do Satanismo também lidem com magia Aeonica, como a corrente 218, possuindo suas próprias formas de lidar com Nexions dentro de suas Egrégoras.

 tumblr_m81xqrdkA11rxaho8o1_500O tempo – no Causal e no Acausal

  A magicka Aeonica é uma das formas mais complexas de Magicka presentes dentro do Satanismo. Exige um alto nível de preparo, introspecção e sabedoria para ser utilizada – e também requer muita prática. Ela é melhor tratada no livro NAOS: Um Guia Prático para Mágicka Moderna, e está diretamente ligada aos conceitos da ONA, que a sistematizou pela primeira vez. Futuramente, talvez, eu descreva aqui no blog alguns rituais e formas de prática desta complexa arte mágicka presente no Satanismo – que visa alterar não somente os indivíduos, mas civilizações inteiras para trazer o Ocaso das civilizações Ocidentais e a Emersão de um novo Aeon/Império Galático. Este é um dos principais objetivos dentro do Satanismo Tradicional.

062012_1520_TheCostOfNe1O fim de uma Era – e o princípio de uma Superior…

Malak Azi Dahaka,

124 y.f.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Introdução a Magicka Aeonica

  1. Adimiron Sorath

    Ótimo texto.
    Interessante como muita das coisas que li até então, batem com coisas nas quais acredito e com certas visões de mundo.
    Aliás, uma coisa que aprendi com certas “forças” que trabalho (sendo “Demônio” um de seus nomes), é que a ideia de “tempo linear’ é nosso. Faz parte da mente objetiva, portanto, limitada e não confiável.
    No plano dessas forças, nós já somos exatamente aquilo que ainda seremos, mas precisamos fazer as escolhas corretas para que o que já existe em outro plano, possa ser. De certa forma, é loucura tentar explicar com palavras, já que isso também é um subterfúgio do intelecto e, o que estamos falando, não depende do mesmo quando se trata de prática.

    Mas enfim, apenas dividindo alguns pensamentos, o que significa que senti uma certa…ligação com o mesmo.
    Parabéns,
    Abraços.

  2. tom

    Olá Malachi,
    depois de ler esse artigo consegui compreender mais claramente o conceito de ‘Causal’. Isso corresponde ao mundo material ou físico? Gostaria de entender melhor o que é o Acausal e o Caos. A palavra ‘Caos’ me parece familiar, mas parece que aqui ela tem outra definição. Desde já agradeço.

    1. “Causal” é tudo que a ciência humana pode explicar. “Acausal” é tudo fora desse plano, as energias espirituais, os outros planos, etc.

      A palavra Caos aqui não significa aleatoriedade e sim ausência de “ordem criada” por um Demiurgo.

  3. Sr. Malachi,

    Se não existisse Magicka Aeonica, ou se ela não fosse praticada, a humanidade não se renovaria da mesma forma?
    A pergunta pode parece boba para o Sr. , mas é meu primeiro contato com textos sobre o LHP compreensíveis.Antes eu não conseguia formular dúvidas – porque não entendia nada.
    Cordialmente,

    José Elias

    1. Meu caro, respondi sua outra pergunta, entretanto ela não é nada boba como o sr. afirma, mas bem pertinente.
      A humanidade se reformaria sim, mas por um longo e lento processo, que pode sofrer intervenção/atraso/impedimento de forças demiurgicas/magianas/estagnadoras.
      O ideal da magicka aeonica é afastar/impedir essas energias Demiurgicas, abrir Nexions (Portais) para os Deuses Negros que aceleram tal processo e disseminam energias Sinistras e acelerar, impedindo que Aeons Intermediários ocorram, preparando o caminho para um Aeon Sinistro/Satânico/Opositor ao atual.

      Caso minha resposta não tenha sido elucidativa ou tenha sido insuficiente, recomendo-lhe como fonte um pdf. chamado ‘Eira – Um guia satânico para magicka do Futuro’ que é bem explicativo nesse sentido.

      Abraços, e muito obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s