Satan, Shiva e Outros Deuses

1424305_10202296476954469_307303155_n

Recentemente, um comentário que fiz ao por a imagem acima no meu perfil pessoal causou determinado rebuliço nos ocultistas não familiarizados com conceitos básicos associados ao Satanismo Tradicional. O comentário dizia simplesmente que a imagem representa Shiva – Satan de uma forma muito bela e coerente. Nada além disso.

Obviamente, a comparação “Shiva – Satan” revoltou aqueles que percebem Shiva como uma deidade “boazinha” ou  que tem o hinduísmo como uma religião ideal de bondade, iluminação e perfeição. Uma visão nitidamente vendida pra estrangeiros e “ocidentalizada” pra ser bem aceita. Lógico, essa visão ignora cultos como os Thuggee e os Aghori Sadhus, já tratados aqui anteriormente e que possuem cunho sinistro e são intimamente ligados ao Tantra Vermelho.

No entanto não é o cunho sinistro das práticas que aproxima Shiva de Satan.

Para entendermos esse paralelo, é necessário primeiro sair de dentro da visão Judaica/cristã de “Satan”. A ideia de um “ser supremo, criador do mal e da mentira” deve ser abandonada. A concepção por trás de “Satan” deve ser compreendida. Para um Satanista, Satan não é a ideia de um Deus/Demônio que vai dar tudo e cada pedido que seja feito a ele. Muito longe disso, “Satan” é como os Judeus denominaram UMA das inúmeras emanações do Caos, um dos adversários da Ordem relacionados a força de Oposição e Mudança.

Para um Satanista tradicional, o Caos é amorfo. Ele não possui forma e sequer um nome fixo, mas ele se manifesta em diversas culturas, de diversas formas, dependendo da concepção da Humanidade em determinado momento, local e cultura. Shiva Shakti

Deve-se ter em mente também que Caos é diferente de algo “maligno” ou “trevoso”. Shiva é um Deus de mudança, destruição necessária para a re-criação. Mas é também um Deus de tranquilidade e controle, que participa da nova criação. É como o ato de podar uma árvore.
Dentro deste conceito de Deidade transformadora, temos inúmeros outros entes caóticos, como Tiamat, Ahriman, e outros que também podem ser considerados emanações do Caos e portanto, facetas de Satan em outras culturas onde o Monoteísmo não é presente. Mesmo o conceito de Qliphot é apenas mais uma manifestação Acausal, sendo abandonado por certos sistemas que não utilizam os conceitos judaicos de “árvores” para a representação universal.
É lógico que Shiva e Satan, bem como Ahriman, NÃO SÂO a mesma entidade. Mas facetas da manifestação do mesmo Caos primordial dentro de culturas Causais, portanto possuem a mesma essência.

Vale a pena citar também que o Satanismo não é um “Monoteísmo” invertido. Ele é a crença no Caos e no Acausal. Uma das formas de se instaurar o Caos (que é diferente de aleatoriedade, é a saída da estagnação) é a crença em Deuses “Adversários” como forma de apressar o término do Inverno deste Aeon e a aproximação de uma nova Era, como predito pelas vertentes como a ONA (que possui um Mythos próprio e uma kultura acausal própria) e pela corrente 218, que se baseia em Deuses de Aeons diversos para quebrar a ordem deste “Tempo Causal”.

     O Satanismo Tradicional é extenso demais e muita coisa dita como “errada” foi na verdade estudada ou criticada fora de contexto ou com conhecimento superficial de elementos básicos dessa filosofia, que deveria ter um estudo muito mais aprofundado antes de ser comentada para evitar críticas ou comentários infundados a seu respeito, com erros conceituais básicos como a crítica a meu breve comentário.

11.

Anúncios

16 comentários sobre “Satan, Shiva e Outros Deuses

  1. O texto está muito bom !
    O problema é que tem muitos estudantes que ainda não comprenderam o real significado dessas deidades.
    Muitos acham que Lilith é a “Rainha du Mau” , enquanto outros acham que ela é a “fada do amor”,quando na verdade ela não é nenhum dos 2.
    Essa geração é 8 ou 8.000

  2. Geburah Golachab

    Muito bom o texto! Perfeito! Alguns ocultistas, magistas, não vou me ligar muito ao termo utilizado(sei que possui suas diferenças),ainda estão muito ligados ao Judaísmo e Cristianismo, e ainda por cima de maneira totalmente distorcida e profana, o que já é pior! Muitos esquecem que Judaísmo e Cristianismo, nao são as culturas e religiões mais antigas do mundo. Pelo contrario, comparado a outras, sao bem recentes. As mesmas citadas, sofreram reformulações durante partes da historia!Muitos negam isso mas sabem que ocorreu.Geralmente acham que alguns simbolismos ou nomes, pertencem apenas a eles, e eles descobriram, nao e bem assim! Se estudarmos o Lado Esotérico (não exotérico)destas religiões, tiramos algumas coisas boas(algumas pessoas tiram mais outras menos, algumas ate possuem aversão as mesmas.)Alguns ocultistas ao invés de expandirem seu Microcosmos ,cada vez mais o torna mais estreito, achando que só eles tem a razão, ou so a sua tradição. Vejo uma clara ligação entre esses arquétipos e muitos outros! Vários aspectos em comum. Nao são o mesmo “ser”, mas possuem características em comum. E uma mesma energia pode usar personas diferentes para se manifestar. Parabéns mesmo pelo belo trabalho, continue assim, e não ligue para esses ortodoxos demais. Temos um universo interno em expansão, e devemos expandi-lo. Abraço fraterno!93!

    1. Sem problemas meu caro! Obrigado por ter lido meu texto. Qualquer dúvida sobre eles ou sobre a bibliografia, fique a vontade pra perguntar.

      Se eu me deparar novamente com o nome do autor onde vi a informação eu lhe repasso, por mera questão de “deixar as claras” as origens do material. Só não o faço agora porque sou péssimo com nomes de pessoas hahaha

      Mais uma vez obrigado, e Abraço!

  3. Adimiron Sorath

    As pessoas costumam a se apegar a detalhes demais.
    A maioria deveria cuidar da própria vida ao invés de espizinhar as práticas alheias…pior ainda criticar um perfil de rede social rs
    abraços,

  4. sinopticos19

    Malachi,

    Talvez eu tenha começar a entender o motivo se esforçar para instaurar o Chaos:
    O lado de Ain que buscava a própria Limitação acabou criando um universo de sofrimento, pois a limitação é a causa do sofrimento.
    Retornar ao Chaos Primordial, é ,portanto , retornar a um estado de felicidade sem limites, a um estado sem sofrimento.
    O que escrevi tem sentido?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s