Magicka Sexual Sinistra – Eros e Thanatos

73860_169543016391107_100000062284517_566672_279187_n

“Prazer Maligno, Orgasmo Sombrio…”

-Maldita   

Como já foi dito aqui pelo blog anteriormente, o termo “Mão Esquerda” veio do Yoga, sendo relativo ao Tantra da Mão Esquerda, denominado Vama Marga. Este conjunto de práticas energéticas consiste em quebrar paradigmas sociais e mentais, certos dogmas impostos para a sociedade hinduísta. Estas práticas são voltadas a práticas sexuais condenadas socialmente, como algumas posições e o consumo de carne vermelha e determinados tipos de vinhos, proibidos. Essa quebra de paradigmas ativa determinados centros energéticos. Mas pensem comigo… o que chocaria e assustaria a sociedade hinduísta em geral é brincadeira de criança perto dos adolescentes brasileiros que já se entorpecem e trepam como loucos desde cedo. Então, o que fazer para impressionar um adulto? Temos que nos voltar aos nossos próprios tabus sociais.

Ora, esta é uma prática característica do Satanismo, cuja doutrina do Adversário visa quebrar os dogmas sociais impostos pela ordem dominante. Uma das formas de destruir estes grilhões mentais é o sexo – quando feito de forma não convencional ou não aceita socialmente. Obviamente, isto não quer dizer de forma alguma falta de consenso, limites pessoais ou criminalidade. É algo a ser feito somente entre adultos conscientes e concordantes com seus atos.

Sadomasoquismo, Asfixia e sexo a três ou mais pessoas são exemplos que podem ser considerados, ter o conhecimento de cada posição sexual também é necessária, sabendo que cada uma estimulará uma forma de energia. Meditar antes do sexo deve tornar-se um hábito, bem como depois a fim de alinhar e “limpar-se” de energias alheias ao trabalho. O local da prátoca deve ser obviamente limpo energeticamente (e fisicamente) e sigilado para que nada interfira. Do início ao término da prática, o unico pensamento a se ter em mente deve ser o objetivo do ritual.

A questão aqui não é “gostar”, mas quebrar um dogma social, e com a energia liberada por este ato criar um fluxo energético com um determinado fim, normalmente a morte  de um aspecto negativo do “Eu”.  O prazer fica em segundo plano e reservado ao cotidiano, sendo o ritual um momento puramente de gnose.

A Morte e a Vida (Eros e Thanatos) são os dois aspectos mais básicos e primitivos do ser humano. Você está morrendo desde o momento em que foi gerado – e persegue a Morte constantemente, e igualmente luta contra ela, com um impulso de reprodução e sobrevivência. É a dualidade manifesta no ser humano e expressa na própria união dos sexos opostos.

A mágicka sexual  sinistra pode também miscigenar energias de Morte, embora não seja aconselhável e exija um domínio gigantesco de seus praticantes. Isso pode ser feito através de simulações da Morte da parceira, ou da presença de ossos ou outros objetos no recinto. Não há necessidade para necrofilia ou mortes. Um exemplo desta simulação pode ser encontrado neste ritual:

http://viasinistrae.livreforum.com/t600-danca-da-morte-necromancia-avancado?highlight=Dan%C3%A7a+da+Morte.

Se a mágicka sexual convencional já é algo dificil de ser controlado, sua contraparte Sinistra é ainda mais exigente quanto a conduta e preparo. Muitas vezes os praticantes não podem chegar ao orgasmo e em outras devem ser flagelados. A energia liberada é imensa e por vezes dificil de ser canalizada.

12686_468743296511738_1438805372_n

Enquanto uma falha pode gerar a vampirização e pertubações psicológicas, a correta realização dessas práticas pode, através da estimulação de determinados centros de energia, despertar a Kundalini, representada pela serpente de fogo que se ergue do Chakra base (Muladhara) até o Coronário (Sahasrara) passando por todos os intermediários no processo, causando mudanças na energia e na personalidade do praticante, auxiliando em sua evolução. Durante o breve momento em que esta “serpente de fogo” se ergue, sua energia é aproveitada, bem como seus efeitos sobre os chakras, que podem por exemplo servir até mesmo para desenvolvimento de sexto sentido/visão astral através do estímulo do “tereiro olho” (Ajna Chakra localizado na testa).

Esses métodos sinistros podem (e devem) ser praticados, mas sempre com a observação dos próprios limites pessoais (ninguém é OBRIGADO a fazer algo que não queira, cada um indo até onde se permite) e tomando os cuidados necessários com a saúde (tenha em mente que práticas como a asfixia erótica podem realmente levar a danos físicos, não utilize drogas prejudiciais a saúde, coisas lógicas do tipo), evite pessoas que “cobram” taxas monetárias por “aulas” de tantra que na verdade são apenas sessões de sexo disfarçadas de rituais. Lembre-se que a prática errada, ou com pessoas não confiáveis pode gerar danos psicológicos e energéticos e até mesmo atrair obsessores, portanto, como tudo no Ocultismo, todo cuidado é pouco.

Enfim, esta foi apenas uma ligeira explicação, havendo ainda muito mais a ser dito sobre a utilização do Sexo como meio gerador de energia e o Sexo ritualístico. Infelizmente o tempo e o espaço me são escassos, portanto eu volto a este assunto em uma outra oportunidade.

Para um complemento deste post leia aqui: https://arautodochaos.wordpress.com/2013/02/13/magia-sexual/

228312_475089662543768_18409349_n

Ba Nam I Ahriman.

 

 

 

(A frase que abre este texto pertence a banda Maldita – música “Fetichismo” que eu estava ouvindo agora, todos os direitos sobre ela são dos caras e se me pedirem eu tiro daqui. Link pra conferir o trampo dos caras: http://www.youtube.com/watch?v=l4H_MQq0XDM

As imagens eu achei pela net, não posso dar os créditos, mas se alguém souber eu agradeço – a exceção da última, capa do filme “Anticristo”)

Anúncios

8 comentários sobre “Magicka Sexual Sinistra – Eros e Thanatos

  1. Shamash Lykaion

    Achei interessante a ideia como um todo.
    Existe uma extensa lista de práticas em variados povos e segmentos e gosto sempre de ler e conhecer, afinal, conhecimento também é uma forma de alimento, só que da alma.
    abs

    1. Apesar de eu não conhecer a fundo o Tao, a ligação entre ele e o tantra/yoga inicia-se nos asanas, até os mantras (devidamente alterados pra fonética local), portanto é realmente capaz que essa conexão se estenda a outras práticas, com certeza.

      11

  2. Bernardo

    “É a dualidade manifesta no ser humano e expressa na própria união dos sexos opostos.”

    Vamos quebrar esse paradigma social chamado “Heteronormatividade”?

    Obrigado.

    1. Não é questão de paradigma social, é experimentalmente perceptível.

      Se você for estudar a magia sexual como praticada pelo Crowley, por exemplo, vai ver que há separação entre a prática heterossexual e da homossexual, por trabalharem de formas diferentes. Não é questão de preconceito. Há uma diferença clara no tipo de energia envolvida. Infelizmente, o material sobre magia sexual homossexual não é tão rico e a maior parte dele está limitado ao trabalho da O.T.O. Na minha visão de leigo curioso e mais ou menos informado, esse tipo de prática ainda é meio experimental.

      Outros autores que trabalham com o lado espiritual da sexualidade (como o Mantak Chia, voltado pras técnicas taoístas) assumem a possibilidade de práticas homossexuais, mas cabe principalmente aos possíveis praticantes dessa modalidade a realização de experimentos e sistematização dos resultados.

      Grato pelo espaço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s